ERP para PMEs na Brasil

Você acha que um ERP só pode ser implementado em grandes empresas? Erro! O software ERP para PMEs é vital para organizar processos e trabalhar no crescimento de uma pequena empresa. Diremos quais são os melhores softwares do mercado!

image-header

¿Qué es un ERP para PMEs?

Um ERP para PMEs, ou planejador de recursos de negócios, é projetado para integrar e automatizar as principais áreas dos negócios de uma pequena ou média empresa. Esse sistema centraliza informações de diferentes processos, como compras, vendas, produção, recursos humanos e contabilidade em um único banco de dados. Eles geralmente são hospedados na nuvem, permitindo que as PMEs do México acessem seus dados em tempo real de qualquer lugar, melhorando a tomada de decisões.
Um ERP para PMEs, ou planejador de recursos de negócios, é projetado para integrar e automatizar as principais áreas dos negócios de uma pequena ou média empresa. Esse sistema centraliza informações de diferentes processos, como compras, vendas, produção, recursos humanos e contabilidade em um único banco de dados. Eles geralmente são hospedados na nuvem, permitindo que as PMEs do México acessem seus dados em tempo real de qualquer lugar, melhorando a tomada de decisões.
Precisa de ajuda na sua busca?
Solicite consultoria gratuita à nossa equipe.
+54

Software VS Software

Compara el Top 3

Precisa de ajuda para escolher um software?

Nossa equipe de especialistas está disponível para responder a todas as suas consultas sem custo.

Software selecionado de ERP para PMEs

Você está procurando um ERP para PMEs?

Não sabe por onde começar a pesquisar? Nós orientamos você.

O que é um ERP para PMEs?

Um ERP para PMEs, ou planejador de recursos de negócios, é um software de gerenciamento projetado para integrar e automatizar as principais áreas dos negócios de uma empresa de pequeno ou médio porte. Esse sistema centraliza informações de diferentes processos, como compras, vendas, produção, recursos humanos e contabilidade em um único banco de dados

.

Quais módulos um ERP para PMEs deve ter?

Um ERP básico para PMEs deve ter os seguintes módulos:

CRM (Gestão de Relacionamento com o Cliente)

Esse módulo ajuda a gerenciar todas as informações relacionadas aos clientes, do histórico de compras às interações com o serviço. Isso facilita um melhor relacionamento e a tomada de decisões estratégicas em marketing e vendas

.

Vendas

Conectado diretamente ao CRM, este módulo gerencia pedidos, rastreamento de vendas, faturamento e relatórios. É uma grande ajuda para atrair e reter clientes

.

Compras

Essencial para a gestão eficiente do fornecimento de matérias-primas e outros bens, facilitando os processos desde a solicitação até o pagamento dos fornecedores.

Financeiro e contábil

Ele automatiza e simplifica a contabilidade, o gerenciamento da folha de pagamento, o orçamento e as operações bancárias. Ele controla o fluxo de caixa e é essencial para a saúde financeira da empresa.

Produção

Ele supervisiona o uso de matérias-primas e a coordenação dos processos de produção, incluindo avaliação da qualidade e planejamento da produção.

Inventário

Ele permite que a empresa mantenha o controle sobre os estoques e gerencie a localização dos itens no depósito.

Recursos humanos

Gerencia tudo relacionado ao pessoal, desde a contratação e o treinamento até a avaliação da produtividade dos funcionários.

Dependendo das particularidades de cada negócio, módulos adicionais podem ser incluídos, como:

  • POS (Terminal de ponto de venda).
  • Conexão com a Prestashop para comércio eletrônico.
  • Logística
  • Fabricação.
  • Marketing.
  • Projetos.

Qual é o melhor ERP para PMEs? Guia para encontrá-lo

Qual é o melhor ERP para PMEs? A verdade é que não há uma resposta única para essa pergunta. Depende em grande parte da situação específica da sua empresa.

Mas, orientamos você a definir o que procurar no ERP para PMEs.

1. Análise detalhada de requisitos

Para identificar quais módulos um ERP para PMEs precisa, as empresas devem começar realizando uma análise interna detalhada.

Esse processo inclui as seguintes etapas essenciais:

  1. Avaliação do processo: analise cada departamento para entender os fluxos de trabalho atuais e determinar onde eles poderiam se beneficiar da automação.

  2. Identificação de necessidades: detecte deficiências em processos que poderiam ser mais eficientes. Por exemplo, se o gerenciamento de estoque consumir muito tempo, um módulo de gerenciamento de estoque seria crucial

    .
  3. Consultas com usuários: converse com os funcionários que usam esses processos para entender seus desafios e quais características eles valorizariam em um sistema ERP.

2. Um ERP vertical ou horizontal para PMEs

?

Antes de responder, vamos entrar um pouco na teoria.

Em um sistema ERP, uma solução vertical é projetada especificamente para atender às necessidades de um setor específico. Já em uma solução horizontal, são oferecidas funcionalidades aplicáveis a vários setores

.

Como você sabe qual escolher? Se você opera em um setor com requisitos exclusivos e complexos, como produtos farmacêuticos ou manufatura, um ERP vertical será útil. Pode ser mais caro, sim. Mas ele fornecerá uma adaptação precisa e eficiente às suas necessidades específicas

.

Se, por outro lado, seus processos são mais generalizados e você busca controlar custos, um ERP horizontal pode ser apropriado, fornecendo funcionalidades essenciais a um preço mais acessível.

3. Avaliação da integração de sistemas existentes

Muitas PMEs já usam sistemas de software diferentes para diferentes funções. Um ERP deve ser capaz de se integrar perfeitamente a esses sistemas para unificar os dados e fornecer uma visão coesa

das operações.

4. Opte por soluções modulares

Os sistemas ERP modulares permitem que as PMEs comecem com os módulos mais críticos. Com o tempo, e à medida que você cresce, você poderá adicionar mais funcionalidades

.

Isso reduz o impacto nas operações diárias durante a fase de implementação.

5. Capacidades de personalização

Cada empresa tem suas peculiaridades. Portanto, o ERP deve ser altamente personalizável para se adaptar às necessidades específicas da empresa

.

Verifique se o fornecedor oferece amplas opções de personalização e configuração.

6. Suporte e treinamento

A escolha de um ERP não termina com a implementação; suporte e treinamento contínuos são cruciais.

As PMEs devem procurar fornecedores que ofereçam suporte técnico robusto e programas de treinamento.

7. Considere a implantação na nuvem

Os ERPs em nuvem oferecem várias vantagens para as PMEs, como custos iniciais mais baixos, menor necessidade de TI interna e acesso de qualquer lugar.

Isso pode ser particularmente valioso para empresas com equipes remotas ou aquelas que precisam de acesso ao sistema fora do escritório.

8. Segurança e conformidade

Como um ERP armazena informações comerciais críticas, é vital que ele esteja em conformidade com os padrões de segurança e as regulamentações do setor.

Garanta que o sistema ofereça segurança avançada de dados, backups regulares e esteja em conformidade com regulamentos como o GDPR ou outros regulamentos locais relevantes.

Preço: ERP para PMEs Quanto custa?

Qual é o preço de um ERP para PMEs? Em média, um ERP para PMEs custa cerca de $40 por usuário por mês no plano mensal

.

No caso de planos anuais, em média, os ERPs para PMEs custam 25 USD por mês.

Você ainda está se sentindo um pouco perdido? Nossos consultores podem ajudá-lo a encontrar a solução ideal para o seu caso! E totalmente grátis.

Limpiar